Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘alimentação’ Category

A hipertensão é um problema

Inimiga silenciosa. Assim é conhecida a hipertensão arterial, o principal fator desencadeador de doenças cardiovasculares, por sua vez, a principal causa de morte no mundo. Estima-se que mais de 21% da população com idade de 18 anos ou mais seja hipertensa, o que representa cerca de 26,5 milhões de pessoas no Brasil. No dia 26 de abril, instituído como o Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial, especialistas alertaram sobre a conscientização da população sobre os riscos da doença. A preocupação dos profissionais de saúde é tão grande que eles dividem a população em três: os hipertensos, aqueles que não conseguem controlar o distúrbio devidamente e aqueles que não sabem que sofrem do mal.

A incidência da hipertensão tem uma relação muito forte com o histórico familiar e fatores como excesso de peso, abuso de álcool, fumo e sedentarismo. “A pressão arterial alta não tem cura, mas pode ser controlada”, segundo comunidade médica. Assim, algumas mudanças de hábitos podem ajudar a manter a saúde dos hipertensos.

Até em crianças

De acordo com as sociedades brasileiras de cardiologia e de hipertensão, o distúrbio afeta mais de 50% dos idosos e, atinge ainda, 5% das crianças e adolescentes do País. Segundo a nefrologista Rejane de Paula Meneses, do Hospital Pequeno Príncipe, estudos epidemiológicos têm apontado que no Brasil a prevalência de hipertensão arterial em crianças com faixa etária de quatro a seis anos está entre 6% e 8%. Atualmente, considera-se obrigatória a medida da pressão arterial a partir de três anos de idade, anualmente, ou antes dessa idade, quando a criança apresentar antecedentes de doenças renais ou fatores de risco familiares. As principais causas de hipertensão arterial em crianças, de acordo com a médica, são de origem secundária, como as doenças renais ou inflamatórias e a estenose da artéria renal, entre outras. “Atenção especial deve ser dada à presença de fatores de riscos, como história familiar, obesidade e sedentarismo”, alerta a nefrologista.

A falta da cultura da prevenção é o principal motivo dos números continuarem alarmanou qualquer outro sintoma que atrapalhe o dia-a-dia, a pessoa não procura um médico e, portanto, não trata do problema”, observa Marcos Bubna, chefe do departamento de Cardiologia do Hospital Cardiológico Costantini. Assim, um simples check-up pode ajudar uma pessoa a se salvar, antes da ocorrência de complicações cardiovasculares.

Cuidados para sempre

A partir do diagnóstico da doença, medidas simples de prevenção já conhecidas pela maioria das pessoas podem ajudar a controlar a pressão arterial. Basta adotar uma dieta com baixos índices de gordura e sódio (sal) e rica em potássio, além de exercícios físicos regulares, controle de peso e auxílio de medicamentos prescritos por médicos.

O acompanhamento médico é imprescindível, uma vez que alguns remédios podem colaborar no aumento da pressão arterial -especialmente os corticóides, antiinflamatórios, anticoncepcionais e anorexígenos. De acordo com o médico, os corticóides aumentam a retenção de líquido e de sal no organismo, o que pode elevar a pressão arterial.

Quem tem pressão alta precisa ter cuidados para toda a vida. Não fumar, ter acompanhamento médico, remédios adequados, alimentação controlada, exercícios físicos e controle do estresse devem ser medidas de ordem para o paciente. Devido à falta de sintomas, alguns pacientes acreditam que basta tomar uma cartela de remédios, que está tudo resolvido. Mas, o medicamento nunca pode ser abandonado.

Enquanto isso, a medicina continua avançando no esforço de descobrir novas maneiras de prevenir e tratar a hipertensão. Uma das novidades está na genética. Estudos caminham para que, em um futuro breve, o mapa genético do paciente mostre se ele apresenta uma tendência à doença, facilitando a antecipação de medidas preventivas, e, assim, quais os medicamentos mais indicados no tratamento.

Dicas para combater

  • Manter o peso ideal;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Reduzir o consumo de sal;
  • Ingerir bebidas alcoólicas com moderação;
  • Seguir uma dieta saudável;
  • Checar sempre a pressão arterial e consultar um especialista;
  • Não fumar;
  • Tentar reduzir os níveis de estresse.

Números que valem

Anualmente, quase 300 mil pessoas morrem no Brasil de doenças cardiovasculares, mais da metade decorre da pressão alta.

A pressão alta atinge 30% da população adulta brasileira, chegando a mais de 50% na terceira idade e está presente em 5% das crianças e adolescentes brasileiros.

A pressão alta é responsável por 40% dos infartos, 80% dos acidentes vasculares cerebrais (AVC) e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

Em apenas 29% das consultas médicas no Brasil se faz a medição da pressão.

Apenas 23% dos hipertensos controlam corretamente a doença. 36% não fazem controle algum e 41% abandonam o tratamento após melhora inicial da pressão arterial.

Read Full Post »


Tomate combate o câncer de próstata

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais frequente entre os homens. Muitas já ouviram falar dos poderes do tomate no combate a essa doença.

Será que realmente o tomate pode combater o câncer de próstata?

Segundo a nutricionista Christianne Oliveira, “na casca do tomate existe um pigmento chamado licopeno, que tem efeitos comprovados contra o câncer de próstata, pâncreas, pulmão e cólon.”

A profissional adverte que “para ingerir o alimento com casca é necessário ter cuidado redobrado com a higiene, lavando bem antes de qualquer preparo”.

Além de apreciado como ingrediente culinário, o tomate pode ser utilizado na prevenção e tratamento de diversas enfermidades.

Segundo o Farmacêutico, Bioquímico e especialista em Fitoterapia Marcos Stern, “o tomate traz a estimulação da secreção gástrica e da ação depurativa do sangue, é auxiliar em tratamento de pele, gota, reumatismo, astenia e prisão de ventre”.

Além disso, segundo o especialista, “favorece o crescimento e a ossificação, além de ser auxiliar contra as infecções bacterianas, perturbações digestivas e pulmonares”.

Algumas pesquisas dizem que o tomate pode ser auxiliar na prevenção de doenças cardíacas, já que uma substância que envolve suas sementes é muito eficaz no impedimento de formação de coágulos.

Os tomates são as fontes alimentares mais ricas em anticoagulantes.

É importante alertar que o câncer de próstata não apresenta sintomas aparentes, devendo ser diagnosticado em exames médicos regulares (PSA e toque retal).

Portanto, coma muito tomate e consulte o médico regularmente.

Read Full Post »

ARROZ INTEGRAL


Vamos consumi-lo com maior freqüência???

O arroz integral mantém suas qualidades nutritivas pois seu grão está completo, com todos os nutrientes que originalmente a natureza lhe forneceu.
Vitaminas, minerais e vários antioxidantes estão presentes no arroz integral.
Entre as vitaminas, as do complexo B se destacam – B1, B2, B3, B6, essenciais para a formação de energia pela célula e na produção de neurotransmissores.
Entre os minerais, o magnésio é o mais importante, além de fósforo e potássio. Magnésio é um mineral que se encontra deficiente em grande parcela de nossa população, e com funções variadas dentro de nosso corpo. Isto inclui a síntese de serotonina, a contração da musculatura, a formação óssea e a produção de energia, entre outras. Além de ser um mineral com propriedade relaxante.
O arroz integral é riquíssimo em fibras, proteínas, magnésio e vitaminas do complexo B, torna-se um alimento especialmente importante para quem quer emagrecer porque ele dá saciedade, reduz colesterol e glicose sangüínea, ajuda no tratamento da ansiedade e da depressão, devido a estes nutrientes que o compõe.
Em termos de benefícios à saúde, o arroz integral contém três vezes mais fibras do que o refinado, e também possui cinco vezes mais vitamina E, e quatro vezes mais magnésio.

Dicas:

  • Tanto faz, integral ou polido, o arroz não pode ser refogado (fritar). Deve-se colocar o arroz em água fervente junto dos temperos que vc já está acostumada a usar (óleo, sal, alho, cebola).
  • Tempere seu arroz integral com especiarias, amêndoas, uva passa, damasco picado, enfim, são tantas possibilidades.
  • Começe a introduzir aos poucos o consumo do arroz integral ou misture-o ao arroz branco.

Read Full Post »

laranja

Ajuda a dissolver até feijoada…
Da laranja se aproveita tudo, até o bagaço. Nele está a pectina, que diminui a assimilação de gorduras, combate doenças e tem zero de caloria.
A parte branca entre os gomos de uma laranja pode ser até mais preciosa que o sumo.
É lá que está a pectina, uma fibra solúvel que, no intestino, vira uma espécie de gel que emagrece e faz bem para a saúde.
É que quando o tal gel se forma é capaz de diminuir a assimilação de açúcares e gorduras e também impedir a reabsorção do colesterol.
Mais: além de ajudar a combater a taxa de LDL (colesterol ruim), a pectina é benéfica até para quem tem diabete, já que controla a taxa de glicose no sangue.
Por isso, cada vez que comemos o bagaço da laranja estamos aproveitando o que há de melhor na fruta.
A fibra, aliás, é um verdadeiro ‘detergente’ para o organismo, já que promove uma eficiente varredura retirando metais e toxinas provenientes tanto de frutas e verduras com agrotóxicos como de poluentes indesejáveis no corpo.
O bagaço ainda ajuda na digestão dos alimentos gordurosos, favorecendo o trabalho dos intestinos grosso e delgado.
Então, será por isso que a laranja sempre acompanha feijoadas e churrascos? Exatamente. A pectina é ótima para dietas.
Por ser rica em fibras, promove uma melhor mastigação e, com isso, proporciona maior saciedade.
Essa substância poderosa também é encontrada em outra frutas como maçã, banana, beterraba, cenoura, repolho, nozes, ervilha e quiabo. Mas é na laranja que ela está presente em maior quantidade.
Cada unidade tem cerca de 2 gramas de pectina. Mas é preciso salientar que quem faz dieta deemagrecimento não deve exagerar no consumo de laranja. Lembre-se que o organismo necessita de 3 a 5 porções diárias de frutas. Se você comer apenas laranjas, talvez extrapole demais o limite das calorias indicadas para perder peso. Procure ingerir só duas ou três unidades por dia.
A laranja, considerada a mais valiosa das frutas, deve ser consumida o ano todo. Rica em vitamina C e sais minerais, tem ainda uma quantidade enorme de fitoquímicos, substâncias naturalmente produzidas pelo organismo que previnem doenças crônicas, como a osteoporose e o câncer.
Ela também é responsável por ações antiinflamatórias e anti-oxidantes, que evitam o envelhecimento precoce dos tecidos.
Especialista acreditam que a laranja diminui a tensão pré-menstrual, oestresse e ajuda a reduzir o risco de diabete e alguns tipos de câncer, como o de cólon, e aneurismas, graças a um de seus componentes, o
glutarato.
E mais: pesquisadores da Universidade de Western Ontario, no Canadá, acabaram de provar que o consumo diário de 3 copos de suco de laranja ajuda
a combater o colesterol.

Propriedades da Pectina : possui alto teor de vitaminas A, complexo B, vitamina C e ferro; tem ação cicatrizante; diminui o nível de colesterol; previne gripes e resfriados; desintoxica o organismo; ajuda a combater a prisão de ventre; pode reduzir o risco de câncer, diabete e acidentes vasculares.

Read Full Post »

Comer noturno

Diversas causas podem nos levar a comer à noite, à revelia de nossas intenções, sabotando muitas vezes os mais sinceros propósitos de emagrecimento.

O quadro é mais ou menos assim: a pessoa segue uma dieta durante o dia e à noite, geralmente após a última refeição, come compulsivamente, pondo por terra mais uma tentativa. Na manhã seguinte não tem fome, alimenta-se mal, culpa-se, almoça pouco, criando condições para novo episódio noturno.

Em outros casos, a pessoa trabalha ou estuda, ocupa-se durante o dia e à noite, quando relaxa, apresenta o problema.

O comer noturno pode ser uma forma de compulsão alimentar ou um hábito adquirido.
Habitualmente o problema requer assistência psicológica, porém vale tentar algumas dicas:

· Não chegue com fome à noite. Faça as refeições devidas. Não pule refeições, não tente atalhos. Não deixe de comer um bife para depois comer um boi… Antes de mais nada, tenha um plano nutricional correto.

· Procure, dentro das suas possibilidades, fazer suas refeições aproximadamente nos mesmos horários, adequando ao seu estilo de vida, não fazendo intervalos maiores de três ou quatro horas. Você se acostumará a sentir fome nestes horários.

· Procure prever o que você irá comer. O aumento de previsibilidade fará com que você tenha melhores condições de controle.

· Cuidado como tudo ou nada. É pior a sensação de falta de controle do que a falta de controle propriamente dita. Se você errou ou acha que errou não pense que “perdido por um perdido por dez”. Um bombom não deve levá-lo à caixa inteira.

· Se você sente dificuldade em ter o dia como unidade, se um deslize de manhã o leva a comer o dia todo e inclusive à noite, pegue períodos menores como unidade. Ex: período da manhã, tarde e noite.

· Um erro muito freqüente de quem come compulsivamente à noite é “guardar” as calorias para prevenir-se. Passa fome durante o dia e come muito à noite. Na realidade, criou condições para que o comer noturno ocorresse. A melhor maneira de não comer em demasia à noite, é comer bem durante o dia.

– Anote o que você come, as situações em que isso ocorre, as emoções, sentimentos e pensamentos que ocorrem imediatamente antes de apresentar esse comportamento. A monitoração por si só é a primeira forma de autocontrole! Estudos mostram que você comerá de 10 a 20% menos, simplesmente por efetuarem estas anotações!Alem disso, através da monitoração, você identificará os estímulos fora a fome, que o levam a comer à noite.

· Faça exercícios físicos. A atividade física relaxa, baixa a tensão e é poderoso agente anti stress.

· Procure desenvolver alguma forma de relaxamento. Você poderá, inclusive, utilizá-la aos primeiros sinais de impulso de comer.

· Inclua o prazer em sua vida. Suas noites podem estar muito monótonas. Não confunda descansar com “não fazer nada”, se isto é monótono para você. Pense num “descanso ativo”, o­nde você faz algo que lhe de prazer, desvinculado de qualquer responsabilidade ou até de finalidade. Simplesmente divirta-se.

· Quando chegar em casa, “desligue a chave geral”. Deixe seus problemas de trabalho…no trabalho. Verifique que suas preocupações, em sua grande maioria, referem-se a coisas que não pode resolver no momento e, muitas vezes, com coisas que jamais acontecerão. Não acontecem, mas a preocupação gera ansiedade e stress e daí para a comida…

· Procure não ter em casa alimentos que você considere de risco. Se isso não for possível, tenha, também, alimentos diets e lights, para ter opções mais magras.

· Desenvolva atividades prazerosas, que possam ser evocadas ao primeiro sinal interno de impulso de comer. Na hora do perigo utilize-as. De uma caminhada, faça algum trabalho manual, visite um amigo, telefone para alguém, digite um trabalho no computador. Algo que o faça “esquecer da vida” e da …comida…

· Poderoso enfraquecedor de um impulso é o decurso de tempo. Se você tiver impulso de comer e estiver preso numa sala pelo tempo suficiente, verificará que sua ansiedade aumenta no início, mas chega num patamar e depois declina. A “vontade passa”! Ai você irá sentir-se uma vitoriosa!!!

· Não existem alimentos proibidos. Se você quiser comer chocolate tudo bem. Mas não o tenha em casa. Vá a um local e compre uma unidade pequena. Leve-a para casa, anote em seu diário e espere 5 ou 10 minutos. Depois saboreie lentamente.

· Treine comer devagar. Coma o mais lentamente possível. Este é uma comportamento fácil de fácil de falar, mas difícil de fazer…é necessário treinamento!!

· Fique atento para alguns comportamentos ou hábitos associados aleatoriamente. Exemplo, comer diante da televisão, comer pipoca quando vai ao cinema, e outros.

· Concentre-se no que come ! Coma “com todos os sentidos” ! Sinta o aroma, a temperatura do alimento, a textura! Faça como um provador de vinho! SABOREIE !

· Autocontrole quer dizer ADIAMENTO DA GRATIFICAÇÃO. Abrir mão de uma recompensa imediata e discutível, a comida, e concentrar-se em outra, o emagrecimento.

· Faça do alimento um prazer e não O prazer! A noite tem outros atrativos!

· Os casos que resistem a meras intervenções deste tipo, devem ser tratados com psicoterapia! O tratamento de escolha para a compulsão noturna é a PSICOTERAPIA COMPORTAMENTAL E COGNITIVA.

· Compulsão não resolvida inviabiliza quaisquer tentativas de emagrecimento.

Fonte: http://www.psicobesidade.com.br

Read Full Post »