Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \13\UTC 2008

Kiwi: Propriedades Medicinais

kiwi-clean-fd-lg

Valor Calórico:

100 gramas de kiwi fornecem 67 calorias.

Com alto valor nutritivo, o Kiwi oferece inúmeros benefícios para a saúde.

Tem pouca gordura e nenhum colesterol. Possui ainda propriedades antioxidantes, prevenindo o envelhecimento das células e a formação de rugas na pele, e por ser rico em vitamina C, o kiwi possui propriedades antianêmica, antiescorbútica e digestiva. Também é estimulante do apetite e tem propriedades laxantes. É usado tradicionalmente na medicina chinesa para o tratamento do câncer de mama e estômago. Rica em potássio, um mineral vital para nosso organismo, cuja deficiência pode produzir problemas de tensão arterial, depressão, stress e disfunções digestivas, o kiwi  contém uma grande quantidade de fibras que  converte em um excelente regulador da função intestinal.

Além disso, é um tesouro de vitaminas e minerais. Esta fruta contém duas vezes mais vitamina C que a laranja,  ele é fonte de pectina, que é uma fibra que ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue.

O Kiwi foi reconhecido pelo exigente órgão americano FDA (Food and Drug Administration) como uma excelente fonte de vitaminas: um Kiwi médio tem 138mg de Vitamina C, além de Vitamina E, proteína,potássio, cálcio, ferro, magnésio, fósforo e fibras dietéticas. O Kiwi contém, ainda, os aminoácidos glutamato e arginina, além de Beta-caroteno, compostos fenólicos, flavonóides e clorofilina que reduz o risco de tumores.

Com essa composição, a fruta reúne efeitos anti-cancerígenos e anti-inflamatórios, além de reduzir o risco de doenças artério-coronarianas e fortalecer o sistema imunológico.

Read Full Post »

A hipertensão é um problema

Inimiga silenciosa. Assim é conhecida a hipertensão arterial, o principal fator desencadeador de doenças cardiovasculares, por sua vez, a principal causa de morte no mundo. Estima-se que mais de 21% da população com idade de 18 anos ou mais seja hipertensa, o que representa cerca de 26,5 milhões de pessoas no Brasil. No dia 26 de abril, instituído como o Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial, especialistas alertaram sobre a conscientização da população sobre os riscos da doença. A preocupação dos profissionais de saúde é tão grande que eles dividem a população em três: os hipertensos, aqueles que não conseguem controlar o distúrbio devidamente e aqueles que não sabem que sofrem do mal.

A incidência da hipertensão tem uma relação muito forte com o histórico familiar e fatores como excesso de peso, abuso de álcool, fumo e sedentarismo. “A pressão arterial alta não tem cura, mas pode ser controlada”, segundo comunidade médica. Assim, algumas mudanças de hábitos podem ajudar a manter a saúde dos hipertensos.

Até em crianças

De acordo com as sociedades brasileiras de cardiologia e de hipertensão, o distúrbio afeta mais de 50% dos idosos e, atinge ainda, 5% das crianças e adolescentes do País. Segundo a nefrologista Rejane de Paula Meneses, do Hospital Pequeno Príncipe, estudos epidemiológicos têm apontado que no Brasil a prevalência de hipertensão arterial em crianças com faixa etária de quatro a seis anos está entre 6% e 8%. Atualmente, considera-se obrigatória a medida da pressão arterial a partir de três anos de idade, anualmente, ou antes dessa idade, quando a criança apresentar antecedentes de doenças renais ou fatores de risco familiares. As principais causas de hipertensão arterial em crianças, de acordo com a médica, são de origem secundária, como as doenças renais ou inflamatórias e a estenose da artéria renal, entre outras. “Atenção especial deve ser dada à presença de fatores de riscos, como história familiar, obesidade e sedentarismo”, alerta a nefrologista.

A falta da cultura da prevenção é o principal motivo dos números continuarem alarmanou qualquer outro sintoma que atrapalhe o dia-a-dia, a pessoa não procura um médico e, portanto, não trata do problema”, observa Marcos Bubna, chefe do departamento de Cardiologia do Hospital Cardiológico Costantini. Assim, um simples check-up pode ajudar uma pessoa a se salvar, antes da ocorrência de complicações cardiovasculares.

Cuidados para sempre

A partir do diagnóstico da doença, medidas simples de prevenção já conhecidas pela maioria das pessoas podem ajudar a controlar a pressão arterial. Basta adotar uma dieta com baixos índices de gordura e sódio (sal) e rica em potássio, além de exercícios físicos regulares, controle de peso e auxílio de medicamentos prescritos por médicos.

O acompanhamento médico é imprescindível, uma vez que alguns remédios podem colaborar no aumento da pressão arterial -especialmente os corticóides, antiinflamatórios, anticoncepcionais e anorexígenos. De acordo com o médico, os corticóides aumentam a retenção de líquido e de sal no organismo, o que pode elevar a pressão arterial.

Quem tem pressão alta precisa ter cuidados para toda a vida. Não fumar, ter acompanhamento médico, remédios adequados, alimentação controlada, exercícios físicos e controle do estresse devem ser medidas de ordem para o paciente. Devido à falta de sintomas, alguns pacientes acreditam que basta tomar uma cartela de remédios, que está tudo resolvido. Mas, o medicamento nunca pode ser abandonado.

Enquanto isso, a medicina continua avançando no esforço de descobrir novas maneiras de prevenir e tratar a hipertensão. Uma das novidades está na genética. Estudos caminham para que, em um futuro breve, o mapa genético do paciente mostre se ele apresenta uma tendência à doença, facilitando a antecipação de medidas preventivas, e, assim, quais os medicamentos mais indicados no tratamento.

Dicas para combater

  • Manter o peso ideal;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Reduzir o consumo de sal;
  • Ingerir bebidas alcoólicas com moderação;
  • Seguir uma dieta saudável;
  • Checar sempre a pressão arterial e consultar um especialista;
  • Não fumar;
  • Tentar reduzir os níveis de estresse.

Números que valem

Anualmente, quase 300 mil pessoas morrem no Brasil de doenças cardiovasculares, mais da metade decorre da pressão alta.

A pressão alta atinge 30% da população adulta brasileira, chegando a mais de 50% na terceira idade e está presente em 5% das crianças e adolescentes brasileiros.

A pressão alta é responsável por 40% dos infartos, 80% dos acidentes vasculares cerebrais (AVC) e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

Em apenas 29% das consultas médicas no Brasil se faz a medição da pressão.

Apenas 23% dos hipertensos controlam corretamente a doença. 36% não fazem controle algum e 41% abandonam o tratamento após melhora inicial da pressão arterial.

Read Full Post »


Tomate combate o câncer de próstata

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais frequente entre os homens. Muitas já ouviram falar dos poderes do tomate no combate a essa doença.

Será que realmente o tomate pode combater o câncer de próstata?

Segundo a nutricionista Christianne Oliveira, “na casca do tomate existe um pigmento chamado licopeno, que tem efeitos comprovados contra o câncer de próstata, pâncreas, pulmão e cólon.”

A profissional adverte que “para ingerir o alimento com casca é necessário ter cuidado redobrado com a higiene, lavando bem antes de qualquer preparo”.

Além de apreciado como ingrediente culinário, o tomate pode ser utilizado na prevenção e tratamento de diversas enfermidades.

Segundo o Farmacêutico, Bioquímico e especialista em Fitoterapia Marcos Stern, “o tomate traz a estimulação da secreção gástrica e da ação depurativa do sangue, é auxiliar em tratamento de pele, gota, reumatismo, astenia e prisão de ventre”.

Além disso, segundo o especialista, “favorece o crescimento e a ossificação, além de ser auxiliar contra as infecções bacterianas, perturbações digestivas e pulmonares”.

Algumas pesquisas dizem que o tomate pode ser auxiliar na prevenção de doenças cardíacas, já que uma substância que envolve suas sementes é muito eficaz no impedimento de formação de coágulos.

Os tomates são as fontes alimentares mais ricas em anticoagulantes.

É importante alertar que o câncer de próstata não apresenta sintomas aparentes, devendo ser diagnosticado em exames médicos regulares (PSA e toque retal).

Portanto, coma muito tomate e consulte o médico regularmente.

Read Full Post »

ARROZ INTEGRAL


Vamos consumi-lo com maior freqüência???

O arroz integral mantém suas qualidades nutritivas pois seu grão está completo, com todos os nutrientes que originalmente a natureza lhe forneceu.
Vitaminas, minerais e vários antioxidantes estão presentes no arroz integral.
Entre as vitaminas, as do complexo B se destacam – B1, B2, B3, B6, essenciais para a formação de energia pela célula e na produção de neurotransmissores.
Entre os minerais, o magnésio é o mais importante, além de fósforo e potássio. Magnésio é um mineral que se encontra deficiente em grande parcela de nossa população, e com funções variadas dentro de nosso corpo. Isto inclui a síntese de serotonina, a contração da musculatura, a formação óssea e a produção de energia, entre outras. Além de ser um mineral com propriedade relaxante.
O arroz integral é riquíssimo em fibras, proteínas, magnésio e vitaminas do complexo B, torna-se um alimento especialmente importante para quem quer emagrecer porque ele dá saciedade, reduz colesterol e glicose sangüínea, ajuda no tratamento da ansiedade e da depressão, devido a estes nutrientes que o compõe.
Em termos de benefícios à saúde, o arroz integral contém três vezes mais fibras do que o refinado, e também possui cinco vezes mais vitamina E, e quatro vezes mais magnésio.

Dicas:

  • Tanto faz, integral ou polido, o arroz não pode ser refogado (fritar). Deve-se colocar o arroz em água fervente junto dos temperos que vc já está acostumada a usar (óleo, sal, alho, cebola).
  • Tempere seu arroz integral com especiarias, amêndoas, uva passa, damasco picado, enfim, são tantas possibilidades.
  • Começe a introduzir aos poucos o consumo do arroz integral ou misture-o ao arroz branco.

Read Full Post »

laranja

Ajuda a dissolver até feijoada…
Da laranja se aproveita tudo, até o bagaço. Nele está a pectina, que diminui a assimilação de gorduras, combate doenças e tem zero de caloria.
A parte branca entre os gomos de uma laranja pode ser até mais preciosa que o sumo.
É lá que está a pectina, uma fibra solúvel que, no intestino, vira uma espécie de gel que emagrece e faz bem para a saúde.
É que quando o tal gel se forma é capaz de diminuir a assimilação de açúcares e gorduras e também impedir a reabsorção do colesterol.
Mais: além de ajudar a combater a taxa de LDL (colesterol ruim), a pectina é benéfica até para quem tem diabete, já que controla a taxa de glicose no sangue.
Por isso, cada vez que comemos o bagaço da laranja estamos aproveitando o que há de melhor na fruta.
A fibra, aliás, é um verdadeiro ‘detergente’ para o organismo, já que promove uma eficiente varredura retirando metais e toxinas provenientes tanto de frutas e verduras com agrotóxicos como de poluentes indesejáveis no corpo.
O bagaço ainda ajuda na digestão dos alimentos gordurosos, favorecendo o trabalho dos intestinos grosso e delgado.
Então, será por isso que a laranja sempre acompanha feijoadas e churrascos? Exatamente. A pectina é ótima para dietas.
Por ser rica em fibras, promove uma melhor mastigação e, com isso, proporciona maior saciedade.
Essa substância poderosa também é encontrada em outra frutas como maçã, banana, beterraba, cenoura, repolho, nozes, ervilha e quiabo. Mas é na laranja que ela está presente em maior quantidade.
Cada unidade tem cerca de 2 gramas de pectina. Mas é preciso salientar que quem faz dieta deemagrecimento não deve exagerar no consumo de laranja. Lembre-se que o organismo necessita de 3 a 5 porções diárias de frutas. Se você comer apenas laranjas, talvez extrapole demais o limite das calorias indicadas para perder peso. Procure ingerir só duas ou três unidades por dia.
A laranja, considerada a mais valiosa das frutas, deve ser consumida o ano todo. Rica em vitamina C e sais minerais, tem ainda uma quantidade enorme de fitoquímicos, substâncias naturalmente produzidas pelo organismo que previnem doenças crônicas, como a osteoporose e o câncer.
Ela também é responsável por ações antiinflamatórias e anti-oxidantes, que evitam o envelhecimento precoce dos tecidos.
Especialista acreditam que a laranja diminui a tensão pré-menstrual, oestresse e ajuda a reduzir o risco de diabete e alguns tipos de câncer, como o de cólon, e aneurismas, graças a um de seus componentes, o
glutarato.
E mais: pesquisadores da Universidade de Western Ontario, no Canadá, acabaram de provar que o consumo diário de 3 copos de suco de laranja ajuda
a combater o colesterol.

Propriedades da Pectina : possui alto teor de vitaminas A, complexo B, vitamina C e ferro; tem ação cicatrizante; diminui o nível de colesterol; previne gripes e resfriados; desintoxica o organismo; ajuda a combater a prisão de ventre; pode reduzir o risco de câncer, diabete e acidentes vasculares.

Read Full Post »

dica-saude-exercicio

O conhecido ciclo “ioiô” pode ser mais prejudicial do que não perder peso nenhum, pois quando você perde peso rapidamente, perde também músculo juntamente com a gordura corporal.

Esse processo reduz sua taxa metabólica basal, fazendo com que ganhe peso mais rapidamente.

A gordura retorna, mas a massa muscular não, criando-se, assim, mais massa corporal com menos músculo, mais gordura corporal e um metabolismo mais baixo, ou seja, você acaba por se encontrar em uma situação ainda pior do que perder peso.

Se você está planejando perder uma grande quantidade de peso, mantenha seu plano permanentemente. Como garantir o sucesso? Pessoas que perderam peso e o mantiveram oferecem algumas dicas.

– Fique esperto – Não se engane com uma pílula mágica, ou com aquela dieta seguida por um artista de novela. Descubra tudo que puder sobre uma alimentação saudável e exercícios próprios para seu peso, níveis de aptidão e capacidade. Utilize a ajuda de uma nutricionista ou de um personal trainer, para começar.

– Seja sensato – Use seu bom senso e avalie seus problemas alimentares. Você mantém uma gaveta com doces e chocolates? Jogue fora! Você se acomoda no sofá a noite com um pote de sorvete diet, pensando estar a salvo das calorias extras? Você come pelo menos três frutas e três vegetais todo dia? Você toma bebidas açucaradas? Com que freqüência come frituras? Você conseguiria reduzir seu consumo de álcool? Você conseguiria reduzir a gordura e o açúcar de sua dieta gradualmente, para não se sentir privado de comê-las?

A realidade é que você precisa reduzir 500 calorias de seu consumo alimentício diário a fim de perder 370 gramas por semana, ou reduzir 1000 calorias por dia para perder 740 gramas por semana. Aumentando seu gasto energético, você poderá aumentar ainda mais a taxa de perda de peso. Pessoas que estão muito acima do peso, comumente perdem as primeiras 7400 gramas (7,4 kg) rapidamente, mas a expectativa é que essa taxa reduza no meio do processo de perda de peso.

– Mexa-se! – Tome atitudes sensatas. Andar ainda é um dos meios mais fáceis e seguros de se começar. Consiga um bom par de tênis e comece andando por 15 minutos. A cada semana, adicione 5 minutos a sua caminhada. Tente estabelecer objetivos que se adequem as suas necessidades – se você não pode gastar uma hora e meia na academia todo dia, tudo bem. Se você pode andar por 30 minutos 4 vezes por semana, já é mais do que estava fazendo.

– Fortaleça-se – Quando você corta calorias, você se arrisca a perder músculos também. É por isso que a musculação é tão importante. Os músculos queimam 8 vezes mais calorias que a gordura corporal por minuto. Aprenda a levantar pesos ou use vídeos ou livros para se orientar.

– Esclareça-se – Por que o peso é um problema para você? Estar acima do peso pode fornecer benefícios dos quais você talvez não queira abrir mão. Como será sua vida quando você perder peso? Você será capaz de continuar com um novo estilo de vida? O que você irá fazer quando não tiver mais que aplicar tanto tempo e esforço em perder peso? É importante que você se prepare para essas eventuais mudanças, para que possa adaptar-se a uma nova vida, como uma pessoa mais magra. Você possui problemas de auto-estima que te impedem de atingir o real sucesso? Você pode procurar um terapeuta se achar que você mesmo está sabotando seus esforços.

– Procure ajuda – Todos aqueles perto de você precisam saber quais são seus objetivos. Aprenda a tornar suas necessidades conhecidas: – “Eu adoraria sair para jantar. Podemos escolher um restaurante que tenha a comida que eu preciso?”. Seja criativo, passe mais tempo com as pessoas que não são tão centradas em comida. Recomende a seu amigo que o visite, e caminhe com ele, ao invés de ficar em casa.

– Organize-se – Prepare-se para o sucesso organizando boas refeições em um papel, procure melhores receitas e vá ao mercado regularmente, para que não falte o alimento adequado. Reserve o tempo necessário em seu dia para exercitar-se.

– Anote tudo – Mantenha um diário de alimentos e receitas e outro pessoal. Escrever tudo que você come, pode reduzir seu consumo calórico de 10 a 20%.

– Comprometa-se – Perder bastante peso pode levar um ano ou mais, portanto comprometa-se com essa jornada. Pese-se semanalmente, avalie seu progresso todo mês. Continue a pensar positivamente sobre suas habilidades de perder peso. “Eu não tenho que ser perfeito para perder peso, mas não irei parar de tentar.” Se tiver problemas em sentir-se motivado, entre para um grupo de ajuda, tipo Vigilantes do pêso ou apóie-se em um amigo.

– Não pare! – Visualize-se mais magro. Nenhum pedaço de bolo de chocolate pode ser melhor que sentir-se bem consigo mesmo. A hora de começar é agora – com a próxima refeição ou lanche. Faça uma escolha melhor – você irá se sentir muito melhor com você mesmo. Perder peso não é privar-se, mas sim cuidar de si mesmo. Esse é o único corpo que você tem, então aproveite, orgulhe-se dele. Você vale isso tudo!

Fonte: Associação Paulista de Medicina

Read Full Post »